Monthly Archives: junho 2010

Igreja Não É Empresa!

“O segredo do crescimento já reside na semente.”

(Wolfgang Simson)

Quando lidamos com a igreja como se fosse uma empresa, que podemos conduzir ao sucesso com os melhores princípios de administração e com métodos à prova de mancadas, então poderá acontecer rapidamente que realizamos as coisas com poder próprio, e não recorreremos mais ao potencial de crescimento instalado nela por Deus. Até podemos chegar ao extremo de combater as forças de desenvolvimento autônomo da igreja, que sempre brotam novamente, porque poderiam atrapalhar nossos programas previamente elaborados, o futuro bem planejado. No final tornamo-nos “tecnocratas”, que tentam manter tudo sob controle com o auxílio de instalações técnicas. Equipados com as melhores intenções imagináveis e com os mais puros motivos produzimos, então, maquinários e sistemas bastante inúteis da marca “construção minha”, porque nosso enfoque está errado, porque fomos infectados por uma mentalidade técnica. Deus preparou tudo o que é necessário para o crescimento e a multiplicação da igreja. O segredo do crescimento já reside na semente. Tão somente precisamos aprender a lidar corretamente com ela e administrá-la bem.

ESPIRITUALIDADE

A espiritualidade e a formação espiritual são questões que envolvem a vida como um todo. Para o ser humano, uma vida espiritual consiste no conjunto de atividades em que, tendo nascido espiritualmente pela inciativa de Deus e por intermédio da Palavra, o indivíduo interage de forma cooperativa com Deus e com a ordem (reino) espiritual derivada da personalidade e das ações de Deus. O resultado é toda uma qualidade de existência humana com poderes novos correspondentes. Uma pessoa é “um ser espiritual” à medida em que sua vida é integrada de fato no reino ou no governo de Deus e dominada por ele. Para o bebê na fé, grande parte de sua personalidade corporificada e concretamente socializada não se encontra sob a direção de Deus, e a reintegração de sua vida como um todo sob o controle de Deus ainda não foi alcançada.
(extraído do livro “A Grande Omissão” de Dallas Willard)